Quarta, 20 de Setembro de 2017
agiotagem
Vítima encontrada carbonizada tinha cheque de deputado
Sebastião Mauro Fenerich foi encontrado carbonizado na segunda

HB20 encontrado todo destruído no Jardim Seminário - Foto: Gerson Oliveira / Correio do Estado
O deputado Maurício Picarelli (PSDB) confirmou que havia dado um cheque para o engenheiro agrônomo Sebastião Mauro Fenerich, 69 anos. A vítima foi encontrada dentro de veículo HB20 carbonizada. O crime aconteceu na segunda-feira (10) à tarde, no Jardim Seminário, em Campo Grande.

"O senhor Sebastião Mauro Fenerich é pessoa conhecida por todos na Assembleia Legislativa deste Estado. Realizei negócio particular com o mesmo e possuo os documentos que serão apresentados à Justiça, caso requerido", comentou o deputado, em nota oficial.

Picarelli comentou que o cheque que estava com Fenerich foi emitido em 2014 e estava vencido. "O cheque em poder do senhor Sebastião Mauro Fenerich por minha pessoa foi emitido em 2014, encontrava-se vencido tendo sido, portanto, substituído por título de crédito executivo extrajudicial", explicou.

O deputado ainda lamentou a morte do conhecido e disse que está a disposição da Justiça.

Uma das suspeitas da Polícia Civil é que a vítima tenha sido morta por conta de envolvimento com esquema de agiotagem. Na casa do engenheiro foram encontrados vários cheques que totalizam valores que ultrapassam o R$ 1 milhão.

O computador do aposentado foi apreendido para averiguação da perícia criminal. O delegado da 2ª Delegacia de Polícia, Weber Luciano de Medeiros, começou a investigação, mas o caso ainda deve ser repassado para a unidade de Homicídios.

A reportagem tentou contato com o delegado Márcio Shiro Obara, mas ele estava em diligências e não atendeu a reportagem hoje.



facebook googleplus pinterest twitter