Menu
Sábado, 15 de Dezembro de 2018
FÁTIMA DO SUL - PROTESTO
Rodovia é fechada por caminhoneiros em Fátima do Sul
Rodovia é fechada por caminhoneiros que pretende ficar até às 18h em Fátima do Sul

FÁTIMA DO SUL - Com manifesto organizado e prudente, os caminhoneiros de Fátima do Sul começaram os seus manifesto, de forma ordeira e pacífica, os organizadores do movimento estão travando os veículos grande, tipo ônibus, caminhões, carretas e outros, e tendo livre acesso somente carros de passeios (carro baixo), ambulâncias e ônibus escolares.
 
Os caminhoneiros de Fátima do Sul já se mobilizam e podem fechar a rodovia que dá acesso ao município de Dourados, mais especificamente, perto da Casa ABC, o manifesto vai até às 18h. 
 
A manifestação, cobra do governo federal a redução a zero da carga tributária sobre o diesel, e que pode contar com o apoio de outras categorias que tem no combustível o principal custo.
 
BLOQUEIOS NO PARANÁ
 
A Justiça do Paraná publicou uma liminar proibindo bloqueios de rodovias no Estado. Os protestos estão agendados para 2ª feira (21.mai.2018) e foram convocados por associações de caminhoneiros.
 
Em conjunto, a CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos), o Sindicam (Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens no Estado do Paraná) e o Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de São José dos Pinhais protestam contra os sucessivos aumentos de preços no óleo diesel.
 
De acordo com o despacho do juiz federal Marcos Josegrei da Silva, os sindicatos serão multados em R$ 100 mil por hora de interdição. A decisão veio após uma ação movida pela AGU (Advocacia Geral da União) contra as manifestações.
 
EM SÃO PAULO - SP
 
A concessionária de pedágio CCR, conseguiu interdito proibitório na Justiça proibindo que caminhoneiros em greve, a partir desta segunda (21), fechem as praças de pedágio. A multa é de R$ 300 mil, em caso de descumprimento da liminar. 
 
Em outra decisão, a Justiça Federal do Paraná acatou pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) proibindo que caminhoneiros bloqueiem qualquer rodovia federal que cruze o estado, sob pena de multa de R$ 100 mil por hora em caso de descumprimento da decisão. A decisão é do juiz Marcos Josegrei da Silva. 
 
As rodovias paranaenses são importantes ligações com o porto de Paranaguá e os países do Mercosul.
Cerca de 700 mil caminhoneiros autônomos prometem infernizar a vida de Michel Temer se o preço do combustível não baixar imediatamente pela metade
 
NO RIO GRANDE DO SUL
 
Motoristas e proprietários de caminhões de todo o Brasil prometem paralisar os serviços a partir desta segunda-feira. No Rio Grande do Sul, porém, a decisão ainda não está tomada e será tirada em reunião dos 12 sindicatos integrantes da Federação dos Caminhoneiros Autônomos (Fecam-RS), feita por videoconferência a partir das 11 horas. A última grande paralisação no Estado aconteceu em 2015.



facebook googleplus pinterest twitter