Menu
Domingo, 21 de Julho de 2019
Policial
Prisão de Minotauro é vitória contra o narcotráfico, comemora delegado
Policial afirma que esperança é de dias menos violentos na fronteira

Policiais da Linha Internacional entre Mato Grosso do Sul e o Paraguai comemoram a prisão do narcotraficante brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, 32 anos, o "Minotauro". Apontado como o novo chefe do crime organizado na fronteiram, ele foi localizado em Balneário Camboriú (SC) por policiais de Mato Grosso do Sul e catarinenses.

"É uma vitória contra o narcotráfico na fronteira", afirmou ao Campo Grande News o delegado regional adjunto em Ponta Porã Mikail Faria.

Segundo o delegado, Minotauro estava se destacando como o principal chefe do narcotráfico e iniciou uma guerra para eliminar os adversários. "A população de bem está aterrorizada com essa violência".

"A prisão é uma vitória para a justiça, porque ele é acusado de ser mandante de vários crimes, como assassinatos e roubos", reforçou o delegado. "A esperança agora é de pacificação na fronteira".

Sérgio Quintiliano Neto foi preso na Operação Tesel, desencadeada em conjunto por agentes de MS e de SC após seis meses de investigação para localizar o bandido, procurado no Brasil e no Paraguai.

Apesar de Minotauro ser apontado pela Polícia Federal brasileira como membro do PCC (Primeiro Comando da Capital), policiais da fronteira afirmam que ele tem apoio da facção, mas se tornou independente e negociava inclusive com outros grupos criminosos.

Em nota à imprensa, a PF afirma que Minotauro é apontado como uma liderança regional da organização criminosa, dedicado dedica ao tráfico de entorpecentes originários da Bolívia e introduzidos no Brasil pela fronteira sul de Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

"A região tem sido palco de várias ações violentas decorrentes do enfrentamento entre organizações criminosas rivais que objetivam alcançar o comando do tráfico de drogas e de armas na área. Após a assunção de Minotauro ao comando de uma dessas organizações, verificou-se a escalada dos atos violentos, especialmente na região de Ponta Porã", diz a PF.

No dia 22 de janeiro, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) apreendeu 940 quilos de cocaína em um utilitário BMW X5, interceptado na BR-463. Policiais afirmam que a droga era de Minotauro e estava sendo retirada da fronteira devido à instabilidade criada pelas recentes operações policiais.




facebook googleplus pinterest twitter